Ruínas da antiga Rubinéia reaparecem e viram atração turística

Ruínas da antiga Rubinéia reaparecem e viram atração turística

Por causa da falta de chuvas em 2021, o Rio Paraná teve seu nível normal de água esvaziado. Isso provocou a seca de várias praias de água doce da região e a aparição das ruínas da antiga cidade de Rubinéia (SP), inundada em 1973 devido ao início da operação da hidrelétrica de Ilha Solteira (SP).

Na época, cerca de 10 mil pessoas viviam no município e todas as famílias foram indenizadas pelo Governo do Estado de São Paulo e obrigadas a deixar o local. Uma nova cidade foi construída a poucos metros da antiga e tem duas das maiores áreas de lazer do Noroeste Paulista.

A Praia do Sol conta com 22 quiosques equipados com churrasqueira, pia e bancos, além de um restaurante que serve uma das mais soborasas peixadas da região. Já a Praia do Ipanema, outro local bastante frequentado, também tem quiosques com pia, bancos, sanitários e fica ao lado da antiga cidade inundada.

No Ipanema, sempre que o nível do Rio Paraná fica baixo devido a falta de chuvas, pessoas da região e de várias partes do país visitam o local para ver as ruínas da antiga Rubinéia, inclusive antigos moradores. Mergulhadores também vem de longe para aproveitar a baixa do Rio e conhecer as ruínas que estão submersas.

A Prefeitura de Rubinéia informou que oferece apoio e informações ao turista através do Departamento Municipal de Turismo. Para mais informações é só ligar no (17) 3661-9099.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.